Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril 30, 2014

te amo.

"Mas não diz eu-te-amo assim, cuspido ou sem fundamento ou por não saber o que falar. Diz que teve saudades quando sentiu meu perfume em alguma moça por aí, que lembrou de mim ao ouvir aquela canção da Mallu sobre o batom vermelho e que a moça do filme "O lado bom da vida" é doida como eu. Diz que te faço feliz, também, e aí sim acreditarei em eu-te-amo ou coisa assim."

não-é-nada-demais

"Tudo bem, essas merdas acontecem. Mas não grite comigo o tanto que pode. Tenho um problema em mim que quanto mais alto é o tom, mais eu me fecho em silêncio. E não adianta me pedir calma, dizer isso-é-TPM, falar não-é-nada-demais, mas-por-que-você-está-triste-assim?. Porque, no fundo, no fundo, se algo é capaz de me tirar do sério é porque pra mim aquilo é a coisa mais importante do mundo. Pode não ser pra você, tudo bem. Mas sabe quando o teu time perde com um jogador a mais e mesmo assim tomou um gol roubado no finalzinho da partida? Então, pouco me importa se o camisa nove italiano bonito estava impedindo ou não. Mas você fecha a cara e termina com o nosso domingo logo cedo, antes das oito da noite, e faz um luto besta por menos três pontos do maldito teu time listrado. Eu poderia falar calma, não-é-nada-demais, você-não-está-ganhando-nada-com-isso. Mas, você sabe, mulheres não tentam entender muito o motivo do seu nervosismo quando sabemos que não é nada com a gente. Só…