Pular para o conteúdo principal

- Seja um IDIOTA! ♥

A idiotice é vital para a felicidade. Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre. Putz! A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado? Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores e afins. No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você. Ignore o que o boçal do seu chefe disse. Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente, é ele. Pobre dele.

Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto. Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo, soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça? Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana? Quanto tempo faz que você não vai ao cinema? É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. E daí, o que elas farão se já não têm por que se desesperar? Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo. Você quer? Espero que não.

Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas... a realidade já é dura; piora se for densa. Dura, densa, e bem ruim. Brincar é legal. Entendeu? Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço, não tomar chuva. Pule corda! Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte. Ser adulto não é perder os prazeres da vida - e esse é o único "não" realmente aceitável. Teste a teoria. Uma semaninha, para começar.

Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são: passageiras. Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir... Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração! Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus e que tal um cafezinho gostoso agora? A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso cante, chore, dance e viva intensamente antes que a cortina se feche!
(autor Desconhecido)

Beijos,

Camila Ribeiro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vamos marcar um dia?

Pra ler ouvindo. Banda do mar - Vamo embora. Se você não gostar, eu saio. Se gostar, eu fico. Se eu ficar, eu moro. Se eu morar, unidos. Se eu não gostar, eu saio. Se eu sair, te levo. Se eu te levar, pra sempre. Se pra sempre, sorrio. Vamos marcar um dia pra eu te contar como eu vejo o mundo? Sou especialista em achar as coisas, pois de base tenho algumas experiências e alguns filmes. Mas vai que você pega gosto pelo jeito que eu vejo? E de carona pega gosto pelo jeito que te pego. Vai que. Também quero saber como você vê as coisas. Estou empolgado em imprimir suas palavras pra levar no bolso e me lembrar que o meu não é o único jeito de ver a vida. Se der certo, eu vibro. Se não der certo, eu guardo. Se eu guardar, pra sempre. Se pra sempre, unimos. Vamos marcar um dia pra me contar de você? Quando souber, me fala o dia, aí eu já reservo minutos da minha vida pra dar atenção à sua. Quem sabe se fará um ensaio do que lá na frente vamos rir e suspirar sobre a presença um do outro…

te amo.

"Mas não diz eu-te-amo assim, cuspido ou sem fundamento ou por não saber o que falar. Diz que teve saudades quando sentiu meu perfume em alguma moça por aí, que lembrou de mim ao ouvir aquela canção da Mallu sobre o batom vermelho e que a moça do filme "O lado bom da vida" é doida como eu. Diz que te faço feliz, também, e aí sim acreditarei em eu-te-amo ou coisa assim."

do começo não dá pra enxergar o fim.

Vai durar o necessário. Talvez não tanto quanto eu gostaria. Talvez não tanto quanto você gostaria. Eu nem sei quem é você ainda. Você nem faz ideia de que eu sou. Vai durar algum tempo, sei lá quanto. Algum tempo. E que diferença faz saber agora? O medo de viver o fim atrapalha a gente de viver o começo. O que você vai fazer se eu acordar amanhã achando graça em outro sorriso? O que eu vou fazer se você acordar amanhã não querendo mais me responder no chat? São perguntas que a gente não precisa da resposta agora. Enquanto eu tiver disposta a continuar tendo você na minha vida, vou te ter. Eu não quero saber quando a gente vai terminar e como vai ser! Eu não quero ter que pensar na possibilidade da sua companhia deixar meus dias! Eu quero um espaço na sua vida pra eu encostar a minha. Nossa história não envolve nada além um do outro. E as datas de validade só servem para acelerar o consumo. Eu quero viver devagar. MAS CARALHO E DAÍ QUE ISSO TUDO PODE TERMINAR NO PRÓXIMO FIM DE SEMANA?…